fbpx

Notícias

doctor-examining-mole-back-man_13339-120749
10 junho 2020

Visitas periódicas ao dermatologista ajudam na prevenção do câncer de pele.

Com o aumento das temperaturas e a chegada do verão, aumenta também a exposição ao sol que, em excesso, pode ser extremamente prejudicial à saúde. Ele é um dos principais causadores do câncer de pele, que é o tipo mais comum da doença no Brasil. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 180 mil novos casos são diagnosticados por ano. Em cidades como Salvador, que a alta incidência do sol dura a maior parte do ano, incluir uma visita ao dermatologista na lista do “check up” anual é de extrema importância.

 

É preciso estar atento a qualquer alteração na pele, como vermelhidão, inchaço, aparecimento de manchas ou inflamação. “O câncer de pele pode aparentar a uma simples pinta ou outra lesão benigna, por isso conhecer o próprio corpo e manter uma rotina de cuidados e visitas a um especialista é fundamental”, explica a Dra. Daniela Menezes, dermatologista da Clínica Osmilto Brandão.

 

Para os fãs do sol e, principalmente, para quem não incluiu o uso do filtro solar na rotina – assim como quem tem histórico da doença na família – este acompanhamento torna-se ainda mais fundamental. Somente um exame clínico seguido de biópsia pode diagnosticar com precisão uma irregularidade na pele.

 

De acordo com a Dra. Daniela, é preciso ficar atento a possíveis lesões avermelhadas, pintas pretas e/ou irregulares. Manchas ou feridas que demoram para cicatrizar ou que apresentam coceira ou sangramento também precisam ser investigadas.

 

Confira as dicas da Dra. Daniela para se prevenir:

  • Evitar o sol entre 10h e 16h;
  • Evitar bronzeamento artificial;
  • Aplicar o protetor solar a cada duas horas;
  • Usar bonés, chapéus, óculos escuros e outros itens apropriados.
  • Consulte um dermatologista regularmente
Fale com a Osmilto Bradão
Enviar para WhatsApp